quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Histórico escolar

Contei pro chefe, brincando, que com a tal da pós eu voltaria a estudar, coisa que não faço desde os 13 anos. Mas é mentira. Nesse meio tempo - intervalo de 25 anos - eu fiz cursinho, então conta um ano de estudo ferrado. E acabou.
Vendo meu histórico escolar, chega a dar vergonha. Com exceção do português/gramática/literatura, o resto eu só passei raspando. Tipo 6,2 de nota média. O engraçado é que no histórico só vêm as matérias com aprovação. Aquelas nas quais reprovei, por nota e por falta, nadica. E foram várias. Quase desisti de tudo, no meio. Não fosse federal, isto é, de graça, teria largado. Mas talvez também as aulas também não fossem TÃO ruins. Eu confesso. A universidade foi boa pra ser vivida, mas em se tratando de aprendizagem, ui, foi péssima.
Ah, sim, estou falando só da minha área, do meu curso. Aliás, eu adorava fazer línguas estrangeiras como matérias optativas; psicologia, antropologia, sociologia. E ainda tive aula com o Cristóvão, que foi o ponto alto.
Acho que vou ter que esconder o histórico da Nina, futuramente. Mau exemplo. Bad, bad robot.

5 comentários:

Ivan disse...

ahaha. eu sempre tive nota boa mesmo sendo meio matão. pra ver o nivel da coisa.

Cinthya Rachel disse...

hohoho, bad, bad robot! eu conheço, ihihiihihi

cris disse...

meu histórico da faculdade parece uma montanha russa. tem desde VSv(verificação suplementar, ou seja: recuperação) até 10 em algumas matérias. e eu me achava ruim pra cacete em inglês, veja só. meu ganha pão hoje em dia. bj

lola aronovich disse...

Tina, o seu ano começou com tudo, hein? Dieta, academia, radicais livres, pós... Isso que é ano novo, vida nova! Meu boletim na minha primeira faculdade (meia faculdade, de propaganda, larguei) foi bem ruinzinho tb. Mas vc vai ver como agora será uma das melhores da turma! A gente amadurece e se torna boa aluna. Eu tb fiquei um tempão sem estudar, imagino que de 88, quando larguei a faculdade, até 97 ou 98, quando comecei uma especialização em inglês.

Tina Lopes disse...

Sei não se eu vou me animar, Lola, com a pós, tanto quanto me animei com os creminhos. Vamos ver.