segunda-feira, 9 de março de 2009

Mimi, a gata


Ela vive meio largada, não é um animalzinho de estimação mimado, como era o meu cachorrão.
Na verdade eu tenho meio que nojo dela. Não beijo, não aproximo do rosto, lavo as mãos depois que faço agrado na cabecinha. Tenho minhas razões.
Antes das férias, Mimi nos premiou com um ratão na boca. Levou pra baixo da cama da Nina. Segurava o bicho pelo rabo, com os dentinhos da frente, e dava tapas nele.
Não sei se ela é uma heroína, por ter encontrado o bicho debaixo da cama, ou se ela é uma gata-porca, por tê-lo levado lá.
Bem, acho que contei já, mas dia seguinte foi pro veterinário, tomou vacina, tudo pra não ficar doente nem contaminar ninguém.
Ontem, quando fui separar roupa pra lavar (mas estava sem sabão), Mimi parecia ter um motor ligado na boca. Debaixo do carro, me olhava roncando alto, muito esquisito. Olhei mais de perto. Dentinhos cerrados, com uma baita asa saindo do lado: uma cigarra desesperava-se e fazia cócegas no céu da boca da gata, que só chacoalhava a cabeça. E o som, alto, do bicho preso.
Hoje encontrei outra asa, agora daquelas borboletonas cinza, debaixo da cama da Nina.
Enquanto isso, a Nina assiste a “Os Aristogatas” na sala. E fantasia que a Mimi é a Marie, a gatinha francesa.
De vez em quando a Mimi dorme na minha cama; às vezes, na da Nina. A dela é uma caminha cor-de-rosa bem confortável, mas ela prefere passar a noite batendo papo com os gatos da vizinhança. E ah, sim, disparando o alarme da casa quando caça lagartixas.
Estava esquecendo das lagartixas. Mimi, a caçadora, deixa rabos de lagartixas espalhados pela casa.
Convenhamos que se trata de uma selvagem.

7 comentários:

Anne disse...

Continuo dizendo que é uma fofa a selvagem Mimi. Quando traz o animal pra casa, na verdade ela está contribuindo com sua cota de alimentos para o bando!
Significa que ela gosta muito de vocês . . .
Beijos,
=^.^=

Tina Lopes disse...

Anne do céu, mas eu entupo essa gata de ração... rsrsrs Brincadeira, eu juro que não sou ruim pra ela.

Cynthia Semíramis disse...

A Mimi entrega os bichinhos pra vocês, ou guarda pra ficar brincando depois? Se entregar, é porque ela quer agradar trazendo PRESENTES pra vocês. No mundo dela, cada um desses bichinhos nojentos é um presente, um agradinho, um agradecimento. E isso gera muita confusão, mesmo: o gato de uma amiga da minha mãe colocava baratas vivas nos pés dela, e achava que estava abafando com a gritaria que o presente causava.

Ou então, esse são os brinquedos favoritos dela. Os meus gostam de brincar com baratas (só vi uma vez, de madrugada - foi bem nojento) e mosquitos até matá-los... tem dia que acordo e a sala está salpicada de cadáveres de mosquitos. Só não vão além (com ratos e cigarras) porque não têm acesso à rua.

E acho supernormal isso de lavar as mãos depois de brincar com os gatos. Eu sempre faço isso :-)

Tina Lopes disse...

Hmmm, Cyn, ela não guarda, ela leva pra debaixo da cama ou pra salona (ops, de jantar) pra ficar brincando. Mas às vezes tem jeito de oferenda, sim. Baratas, uau, são habitués. E ela as traz pra dentro, porque a casa foi recentemente dedetizada.

lola aronovich disse...

Ai, que fofa, a Mimi! Sim, é uma gata selvagem. Todos os gatos são meio selvagens. E tudo que ela traz pra baixo da cama da Nina é presente pra vcs. Sem dúvida é pra mostrar o quanto gosta de vcs. Fazer o quê se ela tem PÉSSIMO gosto pra presentes? Pense como se fosse um humano que te desse uma camiseta laranja neon hiper justa, daquelas que vc não ousaria usar nunca. E que a camiseta se mexesse sozinha. Pronto, é como se a Mimi fosse essa pessoa sem noção que dá presente.

Alessandra Pilar disse...

Oi Tina, tive um gato que fazia a mesma coisa, o último "presente de grego" que ele me trouxe foi um sabiá. Levou o bicho pra baixo da minha cama e comeu o coitadinho... mas era pena pra tudo que é lado do quarto, um nojo. Mas o mais inusitado presente que ele trouxe foi uma gatinha, mostrou a ela como entrar pela janela da cozinha, levou pro quarto de hóspedes e deixou a moça lá, esperando por ele, pode? Levei o maior susto quando dei de cara com aquela gata estranha me olhando. E ele com cara de safado.

Tina Lopes disse...

Lola, adorei a comparação com a camiseta neon.