domingo, 11 de outubro de 2009

Já que é pra ser intolerante

A galera do politicamente correto ganhou e é o seguinte, você sai num lugarzinho legal pra almoçar e já não tem gente fumando, nem sem camisa, também não pode deixar a criançada tocar o horror. Então quero deixar aqui meu projeto de lei pra que se proíba a entrada de garrafa térmica com água quente pra cuia do chimarrão.
Pra mim, é esteticamente ofensivo. Também pressupõe a arrogância moral do Orgulho G (gaúcho).
Acho cafona.
Pronto, falei.

E estou elaborando um projeto de lei pra que se proíbam também os palitos de dentes.

Quem encampa?

4 comentários:

Suzana Elvas disse...

O da garrafa térmica me abstenho, porque aqui no Rio ninguém toma chimarrão em público (pelo menos, nunca vi). Mas palito de dentes... tô dentríssima! Como dizia o Arnaldo Bloch, "quando alguém põe a mão em concha sobre a boca e começa a palitar os dentes fico logo imaginando o que vai sair de lá de trás."

Suzana Elvas disse...

E, mãe de duas, comemoro: tenho HORROR a pai/mão que deixa as crianças fazerem chacrinha dentro de restaurante. Falta de educação coletiva.

Tina Lopes disse...

Ai, mão em concha é uó demais, essa gente pensa o quê? Quanto às crianças, eu tenho vontade é de bater nos pais.

CERB disse...

eu queria um abaixo assinado pra multar quem cutuca o nariz em público - eu sei o q vc deve estar pensando mas eu só fazia escondidinho. o Rica q tá com essa mania.