sexta-feira, 18 de março de 2011

E assim caminha a humanidade

Quarta-feira, no carro, Nina atrás, pensando no que poderia fazer com os R$ 140 que guardou, em moedinhas, no cofre-vaca-que-muge, por 2 anos.
- Posso dar pra você, mamãe, comprar alguma coisa.
- Na verdade, Nina, mamãe vai mesmo precisar de uns trocadinhos daqui a uns dias.
- ?
- Lembra que ano passado a mamãe falou com o chefe que queria deixar o trabalho? E ele não aceitou e quis que eu trabalhasse mais tempo em casa do que lá no escritório?
- Não lembro.
- Mas foi. E agora, passou um tempo, esse tipo de trabalho de longe não deu muito certo, e agora foi decidido que eu não vou mais trabalhar lá.
-Mãe? VOCÊ FOI DEMITIDA???

- ...

E é isso. Mas pelo menos vou ter tempo pra fazer os posts de Florença e Veneza, né.
Ou ainda: pelo menos já conheci Paris. Ufa.



(continua)

Ontem.
- Mamãe, por que no ano passado você quis sair do trabalho? (brava)
- É igual à escola. Imagine que você está numa escola que não te ensina mais nada. Que você está cansada de brincar com as mesmas colegas. Que todo dia é igual, sem nenhuma atividade nova. Você também ia querer mudar de escola.
- Ahn...

14 comentários:

Raiza disse...

"-Mãe? VOCÊ FOI DEMITIDA??? ahauahaua

Adrina disse...

Não sei se é pra rir ou pra chorar. :)

glaullini disse...

meus risos solidários, tina!
ano passado eu tava a fim de sair do emprego e fui conversar com a filhota, querendo mostrar as vantagens de sair (mais tempo com ela, menos estress, mais possibilidades durante as férias) e ela em menos de 2 minutos me argumentou com todas as desvantagens que ela ia encarar se eu não trabalhasse mais. - "olha mamãe, eu entendo a sua perspectiva, mas eu não acho a melhor coisa a fazer não. Pensa mais um pouquinho e depois a gente conversa de novo!?".
fim, to no trampo até agora rs
mas outras coisas mudaram :)
força na peruquete e esperemos novos ventos!
Glau (glaullini/twitter)

ditavonclaire disse...

tá, a nina eu já entendi o que está pensando da situação, mas e tu? como tu tá?

cris disse...

Pois é, repetindo a Débora aí em cima: e você, como você está? Tudo bem? Beijos aí, queri.

Mari Biddle disse...

Nina, toda sensível a situação. Toda delicada, assustada mas forte. Sua, lindinha!

Suzi disse...

Pô, que saco Tina! Ter que reajustar todos os planos é terrível! Já tem planos?

Tina Lopes disse...

Adrina, pode rir sim ;)

Suzi, só longo prazo, mas são bons.

Rita disse...

Tina

sou mais você.

Beijo

Tatáus disse...

Força! Mudança é bom! \o/

MegMarques disse...

Vixe, e agora?

ditavonclaire disse...

sabe que eu recebo uma news (não sei se é isso, mas é tipo um email, tu entendeu, né?) do link zero todo dia, e sempre tem muita vaga pra curitiba. muita coisa, mesmo.
será que não rola?

Borboletas nos Olhos disse...

Eu jurava já ter comentado este post aqui. Tô ficando gagá (ficando, hahaha).

Eu amei a analogia com a escola.

E que linda que é a generosidade objetiva das crianças, não?

Bjs.

Rubão disse...

Forçaí, Tina. Mete bronca!