terça-feira, 17 de março de 2009

En passant

Eu já tinha desligado aqui o laptop mas tive que voltar pra contar. Que fomos eu e Nina ao mercadinho perto de casa, comprar ração pra Mimi, e ao sair vi um lindo cartaz na porta, com imagens ilustrativas de um homem de costas, com camisa branca, feitas pela câmera de segurança:
PROCURA-SE CAGÃO ANÔNIMO.
É isso mesmo. Pelo que entendi, mesmo mesmerizada, tem alguém, digamos, dificultando a abertura da porta de aço do mercadinho, agindo durante a madrugada. Ok. Não quero mais pensar nesse assunto.

5 comentários:

Dagwood disse...

Depois de imortalizar isso aqui, como acha q deixará de pensar nisso? Pior, vai levar toda sua audiência a ter pesadelos...

kkkkk

Srta.T disse...

Nossa, recebi um e-mail uma vez com placas bizarras, mas faz tempo. Tinha uma em um terreno baldio que lembro de cor até hoje:

"É proibido (cagar) aqui, bando de filho da puta sem costume"

Eu não entendi o (cagar), não entendi o "sem costume", mas rio PENCAS sempre que lembro.

Tina Lopes disse...

Dag, ainda bem que eu li antes de prestar bastante atenção na foto.


KKKKK, o que é esse (cagar) entre parênteses, T.? Sem costume eu conheço: é sem educação mesmo.

Cynthia Semíramis disse...

Perto da minha casa antiga, tem uma faculdade de arquitetura. No jardim da faculdade tinha a seguinte placa: "cachorro, não deixe seu dono cagar aqui". A plaquinha sempre me pareceu hilária, mas acho que não surtiu o efeito pedagógico desejado: andar em frente à tal faculdade era brincar de campo minado...

Tina Lopes disse...

Nossa, adorei essa placa pra cachorros.