terça-feira, 31 de março de 2009

En passant

Chega, já deu o que tinha que dar. Não aguento mais fazer o tal do ppt. Tem que pensar como a pessoa vai dar a palestra, eu que odeio palestra, nunca dei palestra. Não sei fazer. Desisto. I quit.
Vou fazer à Scarlett e deixar pra amanhã.
Hoje só vou contar da Nina, tá bom assim?
Ontem ela me disse, logo cedo, "mamãe, quero viajar pro Peru". E mais não explicou.
Eu dei um pulo e, de susto, comentei: "Logo pro Peru? Pra quê?".
Mas vendo que ia criar um preconceito terrível contra nuestros hermanos, me corrigi.
Contei* que o Peru é um país muito pobre, e que antigamente tinha muito ouro, mas não pra comprar e vender; que o povo de lá era muito inteligente, construía pirâmides nas montanhas mais altas, e se vestia, fazia estátuas e prédios de ouro; e que os espanhóis, os mesmos que invadiram as terras da Pocahontas, chegaram lá pra roubar todo esse ouro e mataram todo mundo (ela gosta de um thriller).
"Todo mundo não, mamãe, se ainda tem gente lá é porque uns fugiram".


***

E pela manhã, eu a levava de carro para a casa da vó (pra passar o tempo até a hora da escola); olho pro banco de trás, ela está de olhar longe, longe, eu pergunto:
- O que você está com essa carinha feliz, pensando em quê, posso saber??
- Mamãe, tô pensando que tô viajando de balão.

***

Outra, agora minha. Somos fiadores de um colega do marido. Ele foi no cartório pra confirmar minha assinatura no contrato e não bateu. É pelo menos a quinta vez que isso me acontece. Tenho uns 30 tipos de assinaturas por aí. Não consigo nunca fazer igual.
Engraçado é que, me sentindo culpada, e sendo o cartório perto do trampo, fui lá pra fazer novo registro de firma. O colega estava lá esperando, e é um ruivo tão tímido que quando me viu e cumprimentou, ficou todo vermelho.

***

* Depois fui lá ver se tinha chutado certo. Ufa. E não falei só de ouro, não. Contei das lhamas também.

3 comentários:

Anne disse...

Eu faço igualinho a Nina quando estou cansada e num lugar chato. Só que ao invés de balão imagino que estou na praia . . .
=^.^=

Tina Lopes disse...

Eu não tenho essa criatividade toda. Só imagino minha cama.

disse...

"Todo mundo não, mamãe, se ainda tem gente lá é porque uns fugiram"

Hahahaha! Espertíssima!