terça-feira, 24 de março de 2009

What´s the point?


Você está escandalizado (a) com o número de diretores do Senado??? Acha que esses cargos devem ser reduzidos? Acredita que uma demissão em massa ou a reconstrução do organograma por meio de uma consultoria da FGV pode restabelecer a credibilidade daquela instituição?


So sorry.


O Senado - ou melhor, o Legislativo - tem um percentual do orçamento federal que é fixo, como verba anual. Então não adianta reduzir ali, tirar fantasma daqui, reorganizar acolá. O fato é que tem dinheiro sobrando.


Aqui no Paraná, certa vez, houve escândalo (só pra quem lê jornais, então escandalozinhoinho) sobre o aluguel de carros dos deputados estaduais. Pois bem. Pararam de alugar e compraram carros novos. Porque a lógica é a mesma: a Assembléia tem como verba anual um percentual X do orçamento do Estado.


(eu esqueci quais são esses percentuais e não consegui encontrá-los googlemente - Ivan???)


Podem reduzir verbas de gabinetes. Cortar passagens aéreas. Verbas de indenizações. Proibir o nepotismo. Racionalizar distribuição de cargos. Abrir concursos. Vender os apartamentos funcionais. Ou até diminuir o número de parlamentares (cof,cof).


Bem, tudo isso seria um começo. Mas a Viúva não vai deixar de pagar a mesma conta no final do mês.

2 comentários:

disse...

Exatamente isso. A receita desses órgãos é um percentual fixo da receita orçamentária do ano anterior.

Ou seja, o dinheiro enviado ao órgão já está definido, podem cortar cargos à vontade.

cris disse...

que merda, né, tina. que merda. preguiça total.