segunda-feira, 25 de maio de 2009

Tapa-bunda

Jane no tempo das perneiras


Quando eu tinha uns 14 anos minha mãe trabalhava à tarde e eu estudava de manhã; pra não ficar sozinha em casa a semana toda, tive que arranjar o que fazer. Daí comecei minha longa carreira de academia. Ia todo dia com minha amiga Patrícia, a pé. Olha que atravessávamos a cidade pra chegar à única academia que existia na época. E depois íamos pra aula de datilografia.
Naquele tempo, idos de 1984 (oh yeah), as pessoas – mulheres – usavam colants coloridos, meia-calça e sapatilhas pra fazer exercícios. Fossem as senhorinhas mais fofinhas às adolescentes desajeitadas, todas de colantzinho. Era engraçado e completamente inapropriado: imagina ficar pulando e fazendo exercícios de sapatilha. Não tinha sentido. Também usava-se perneiras. Elas não serviam pra nada, só pra enfeitar, e esquentavam as canelas. Éramos todas Jane-Fonda-wannabe (a trilha sonora das aulas era Queen e Tina Turner).
Passado algum tempo as freqüentadoras de academia viraram grunges. Os colants caíram em desuso e todo mundo ia de camisetão e calça legging (parece pleonasmo falar calça legging; assim como festa rave). Não fosse o suor, dava pra sair da academia pra balada - a minha era o RU ou o Bar do Cardoso.
De uns tempos pra cá, no entanto, as freqüentadoras de academia passaram a usar as roupas mais desinibidas. Tops nas barrigas de fora, peitões em evidência (silicone, claro) e calças de ginástica tão grudadas que parecem a velha meia-calça.

Tapa-bunda para moças de fino trato

E é aí que entra o propósito deste texto tão besta. Descobri na semana passada a existência do tapa-bunda, ou tapa-cu. Eu achando que as meninas eram meio friorentas, porque vão pra aula ou treino com peso usando uma blusinha amarrada na cintura. E nada, é um tapa-cu. É só um pano que não deixa aparecer o rêgo quando elas se abaixam.
Achei isso tão peculiar. Ridículo. Despropositado – afinal, já estão mostrando os peitos, a barriga, por que não a bunda? Aliás, fazendo aqueles agachamentos bem pra firmar a bunda mesmo. Talvez seja isso. Tapam antes de arredondar. Depois vão empinar e exibir.

12 comentários:

Srta.T disse...

E se eu te contar que quem lançou essa tendência foi a Mulher-Melancia?

Rubão disse...

KAKAKAKAKAKAKA!!!

Cinthya Rachel disse...

hum,melhor seria o colanzinho mesmo. eu era criança e achava tão liiiindoooooooooooo.

asnalfa disse...

kkkkkkkkkkkkkkk

nossa... nasci em 1985...

Flá disse...

hAUIHAuihAUIHauihuiHAUIHa,pois eh,eu vi a mulher melancia desfilando essa coisa LINDA de tapa-cofre... achei tão FINO,sabe...¬¬'

Cada coisa!

cris disse...

ah, esse eu já conhecia, lembra: http://quitanda2008.wordpress.com/2009/04/14/me-tira-o-tubo/

mulé melancia lançando temdemsia, nega.

Tina Lopes disse...

T. e Cris: então eu já tinha visto isso antes! E nem deu deja vù (tem mais uns acentos aqui mas não sei). Acho que deletei do disco rígido. Ou não liguei as bundas da academia com a bunduda melancia.

Rubão, Flá - pois é.

Asnalda, vc quer me deprimir????

Tina Lopes disse...

Cin, eu achava o colant chato de vestir e de tirar. E escorregava.

thecookieshop disse...

Adorei a viagem pelo túnel do tempo da moda/academia! E tb acho que nessa altura do campeonato a pessoa querem tampar a bunda é no mínimo patético, né?

Anônimo disse...

Aulas de datilografia. putz, nem me lembre, tenho diploma e tudo. Hoje, são aulas de digitação? Agora, esse tapa-bunda ainda não chegou por essas bandas.
abs
madoka

Samantha disse...

Como minha mãe diz: o povo inventa cada coisa pra ganhar dinheiro... pqp!
Hoje em dia as calças estão cada vez mais baixas. Ja tive o desprazer de ver uma moça correndo na academia com parte dos pelos pubianos a mostra. Foi horrível

Tina Lopes disse...

Thecookieshop, patético mesmo. E teu blog, hein, que coisa mais linda. Adorei.

Madoka, eu passei empurrada em datilografia! O curso era de seis meses e eu acabei acho que nuns 10 meses. Minhas cutículas dóem de lembrar.

Samantha, ueca! Ninguém merece. Que porquice. ;)