terça-feira, 9 de junho de 2009













A casa. As nuvens, porque está frio. A chaminé com fumaça, porque a lareira está acesa. Dois anjinhos voando. As janelas têm cortinas. A Nina é a maior, de cachinhos, do lado esquerdo. Eu estou ao lado dela, mais atrás. A Mimi está em pé. A vizinha-amiguinha, ao lado da Mimi - porque essa vizinha vive mesmo perseguindo a gata, coitada. E o papai está lá do lado, de barba. "Por que, Nina, o papai de cabelos compridos?" - "Porque eu errei, era pra ser você mas ficou feio, então botei uma barba e fiz o papai".

14 comentários:

asnalfa disse...

kkkkkkkkkkkkkk
q fofura!!!

Anônimo disse...

pergunte a uma psicologa e ela te dará uma ficha super extensa da nina, ela avaliará as distancias as diferenças em fim todos os detalhes, mas nós pobres mães nos satisfazemos com o fato dela querer deixar a mãe mais bonita que o pai né Tina

sandra disse...

ops desculpe saiu anonimo é sandra, faz tempo que acompanho seu blog bj

Tina Lopes disse...

Asnalfa, quem diria te lendo na Lola que vc seria tão doce...

Sandra, é isso mesmo. E eu morro de medo das interpretações psicológicas.

Flá disse...

hAUIHuiahauiA,tadinho do papai!

Patricia Scarpin disse...

Que fofa, Tina! E o papai, coitado... :D

Quando a Jéssica era pequena, vivia desenhando ela mesma com uma outra moça, de cabelo comprido e escuro. A prof. estranhou porque a mãe dela estava loura na época. Daí perguntou e a Jéssica respondeu: "não é a minha mãe, não. É a minha Tata". Fico sorrindo feito besta toda vez que lembro disso. :D

asnalfa disse...

Doce?? como assim? é por causa da hsitoria do xampoo??

guilherme pupo disse...

pô, Ericão (o pai), toma uma atitude!!! pelo menos faz um blog pra desabafar... rsrs

cris disse...

meus posts favoritos sao os que falam da nina. nem precisava eu dizer, neh? esse tah muito, muito especial. amei. bjs

[e eu num teclado no trabalho que nao aceita nenhum tipo de acento. delicia]

Srta.T disse...

A Nina deve ser uma delícia de criança, que fofa. Adoro esse jeitinho meigo e direto de ser da molecada, pena que a gente perde isso quando cresce...

Pati, a "Tata" é você? Jéssica é sua irmã?

Cris Brunetti disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

que coisa mais fofa. amei o fato de vc ser mais linda que o papai.

aline disse...

hahahhahahhahahha

adorei, adorei!

Tina Lopes disse...

Flá, ele adora ser esculachado.

Pati, Tata, nhóim, fofura.

Asnalfa - xampu? Afe, não. Só te acho um doce, uai.

Gui, basta um blogueiro na família.

Cris - só podiam ser mesmo, a madaminha é *a* ideiafix perfeita.

Cris Bru, só me faltava não ser. Na visão dela, claro.

Aline, estamos com o projeto Cartão Postal em andamento.

Patricia Scarpin disse...

Tata, eu era a "Tata" - foi a primeira palavra dela, nem mãe nem pai (e a minha madrasta se morde de ódio por isso até hoje). :)