segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Fada-magrinha

No carro, caminho de volta da escola pra casa.

- Pai, será que quando eu crescer, eu vou ser magrinha?

Pai:
-!!!! (assustadíssimo) Olha, filha, você já é magrinha agora, provavelmente, se continuar comendo bem e fazendo exercícios, sendo saudável, vai continuar sendo magrinha. Mas agora o papai tem que te explicar uma coisa. Ser magrinha hoje parece ser importante, mas não é. Pra ser bonita, você precisa ser inteligente, gostar de você, dos outros, ser uma pessoa boa. Pense que tem muita gente gordinha que você adora e acha bonita. E que não é doente, não come demais, faz exercícios, quero dizer, gente que é gordinha porque é o organismo delas que é assim, e isso não quer dizer que não sejam bonitas. Hoje em dia parece importante ser magrinha porque na televisão...

- PAI! EU SEI DE TUDO ISSO!

- Mas então!?

- Eu disse MADRINHA. Eu quero ser madrinha de casamento. Entrar na igreja antes da noiva, carregando as alianças, igual a mamãe fez quando era criança.

- Ah. Isso não é madrinha, querida. É DAMINHA.

UFA.


(no dia seguinte ela me fez a mesma pergunta e eu já adiantei que não, ela não vai poder ser daminha, porque não conhecemos ninguém que vá casar e possa convidá-la)

8 comentários:

Lu disse...

hahaha essa foi ótima, depois de todo o discurso. :D
poxa, será que ela não vai mesmo poder ser daminha???

Cristiane Rangel disse...

Te juro que se eu bater a cabeça e resolver cometer o casamentocídio de novo e, desta vez, com alguma pompa (coisa que ñ é dom eu feitio)eu chamo a Nina pra dama de honra junto com a Isa.

Bia, Desperate Housewife disse...

Hahahahahahaa, mas que puxa, hahahahahahahahahahaha...

Caminhante disse...

Hahahahahahahaha! Não sei mais do que eu tô rindo: a magrinha ou do casamentocídio!

Tatals disse...

Hahahahaha! Morri!

Bia Badaud disse...

huhsushusheuhsuheuseaaaaa!!!
dá vontade de casar só pra poder chamar a Nina hehe

cris disse...

dá vontade de casar só pra poder chamar a Nina hehe [2]

Denise disse...

Se eu fosse casar na igreja convidava a Nina. Ahhh.
Eu já fui daminha 3 vezes, era tão legal vestir 'vestido de noiva'! hahahahahha