segunda-feira, 13 de junho de 2011

O Antitabagismo e o Mundo Real

Por essa eu, sinceramente, não esperava.

Minha irmã é antitabagista juramentada, desde criancinha, do tipo que tossia e lacrimejava quando meu pai chegava perto depois de ter fumado o seu Continental sem filtro. Uma pessoa, portanto, que ficou mais do que feliz com a lei proibindo o fumo em lugares fechados. Dizia que finalmente poderia sair à noite sem sofrer com a fumaça do cigarro, sem tornar-se fumante passiva etc. etc.

(parei de fumar há 9 anos mas tive que ouvir essa ladainha por muito tempo)

Daí que Sister Lopes foi a um boteco semana passada. Uma cervejaria. Eu ia também, mas umas questões paralelas me impediram (era comemoração de aniversário de uma prima).Dia seguinte, pergunto como foi, se o lugar é legal.

"NUNCA mais vou em bar fechado - ai que SAUDADE do tempo em que as pessoas fumavam dentro de bar".

Como assim?! estranhei.

"Antes a gente sentia só aquele cheiro nojento de fumaça. Mas era só fumaça. Agora você para num canto e sente o cheiro de perfume, de bafo... e DE PUM*!".




*PUM não foi a palavra usada, mas eu não uso 'the P---- word', que sou phyna.

7 comentários:

Enio San disse...

Oi, Tina Phyna

Pois é. Os caras da noite já tinham cantado essa bola. Mas pode ser pior: avise tua irmã pra JAMAIS sair pra dançar.

O bodum pode deixar sequelas brabas em sister lopes.

bacci.

mujique disse...

é por isso que eu fico em casa fumando

chaverdecomlimao disse...

Eu sou ex-fumante. E nada mais chato do que um ex-fumante! Pra mim a lei tá boa! Mas eu saio tão pouco... então não sinto esses outros cheiros aí!

Mari Biddle disse...

Ahahahahah! Rachei!

Tina Lopes disse...

Enio, Mujique, ai que nojo.

Chaverdecomlimão: eu também sou ex-fumante mas adoro cheirar uma fumacinha, hehehehe. Mas não saio, quase.

Mari, hahahaah me too

Carine disse...

KKK. Muito boa.

RICA disse...

e ainda morri com 50tão, por 2 choppes e estacionamento :(