domingo, 22 de julho de 2012

Duas crianças, um trajeto de carro

- Olha quanta pichação.
- Vamos contar as pichações?
- Vamos. Cada vez que passar uma pichação do meu lado eu falo "pichação" e quando tiver uma pichação do teu lado você fala "pichação".
- E quando for grafite fala "grafite".
- Pichação.
- Pichação.
- Pichação. Pichação Pichação.
- Pichação. Pichação.
- Falar só "pichação" é chato. Vou falar "ão".
- Eu também.
- Ão.
- Ão.
 - Ão. Ão.
- Ão. Ão. Ão
- Ão.
- Au au.
- hahahaahaha au au!
- Au Au.
- Au.
- Au Au.
- Agora quando for pichação é au au, quando for grafite é miau.
- Au au.
- Au.

Chegamos. E só assim que percebi que nossa, não é que a cidade anda super pichada, mesmo?  E nenhum miau no caminho.

3 comentários:

Cris disse...

Hahahahahaha, que delícia, gente =)

Rita disse...

Depois vou fazer uma versão desse post: duas crianças e um colchão no chão na hora de dormir na casa do avô. Tempo aproximado de conversa: três horas e meia.

bj
rita

deniseescreve disse...

Há quem chame isso de 'manifestação da periferia oprimida'. Eu acho horrível. E amo os miaus, grafites ou gatinhos.
=)