quarta-feira, 25 de julho de 2012

Olimpíadas

Já tive o azar de ficar desempregada várias vezes, mas nunca a sorte de este período, digamos, sabático, combinar com uma Copa do Mundo ou uma Olimpíada. Adoro. Amo. A televisão, que há anos (desde o fim de Lost) só fica ligada em programas infantis ou esporadicamente num telejornal, vai ferver durante as Olimpíadas.

Mas como ando muito desligada só fui me dar conta ontem de que é verdade mesmo que a Rede Globo está ignorando os Jogos Olímpicos porque os direitos da transmissão são da Rede Record e, meu deus, que vergonha.

Que vergonha.

Então a Rede Globo tira o corpo fora de divulgar imagens como estas, abaixo. Pra mim é uma escolha equivalente à de não divulgar a passeata de Diretas Já. Acha exagero? Pois eu acredito nos Jogos Olímpicos. Não faço esportes, ok. Mas ver essa gente toda reunida, se enfrentando sem guerra e todo o papo realmente me pega. Uma Olimpíada nunca é igual à outra. O mundo muda e a gente vê, do conforto dos nossos sofás, embasbacados, retratos superlativos da humanidade. O esforço, o choro, o poder dos mais fortes, a humildade dos mais fracos, os exemplos de solidariedade, o colorido das peles e até os defeitos. A gente senta pra ver um jogo e de repente assiste a uma revolução. Eu já vi. Quero ver de novo. Talvez eu nem assistisse as competições pela Rede Globo, mas não importa. Há lugares no país onde só pega essa emissora. Acho um crime deletar a história do mundo só porque o Galvão Bueno vai poder gritar lá  da arquibancada.

Quero que mostrem.

Quero show.

Quero glória.

Quero chorar.

Quero susto.

Quero perfeição.

Quero política.

Quero climão.

Quero saltar junto.


Pular (Ademar Ferreira da Silva).

Lembrar (João do Pulo).


Super-pessoas. Ou nem tanto.

Ou talvez.

Quero o diferente.


O belo.

O Poder.


Chorar.

E quero medalha.

Medalha.

Medalha.

Medalha.


...


PS: Dei a impressão de que vou ver tudo? Não, tenho trabalho intenso em horário comercial e mais um pouco até setembro.
PS2: Todo mundo viu o JN anunciar que vai fazer uma cobertura modesta das Olimpíadas, ontem? Parece que foi a primeira vez que falaram do evento. Com imagens cedidas da Record.

16 comentários:

Milton Ribeiro disse...

Aquele é Ademar Ferreira da Silva, o do salto triplo. Adhemar de Barros é um político.

A postura da Globo é mesmo RIDÍCULA. O evento é exclusivo da Record na TV aberta, que só compartilhou com as emissoras fechadas SporTV, ESPN e BandSports a exibição da Olimpíada.

Isto, para a Globo, é o mesmo que não existir.

Uma vergonha, como escreveste.

Besos.

Tina Lopes disse...

Ai que vergooooonha trocar os nomes. A meu favor, é que vi muita foto da época do Ademar de Barros, cruz credo, bate na madeira 3 vezes. Valeu, Milton.

Adriano Matos disse...

Penso igualzinho a ti. Olimpíadas pra mim, copa do mundo também mas um pouco menos, é o evento supremo da humanidade. Uma guerra pacifica sem morte, sem sangue, apenas pela supremacia. Belíssimo.

Já tive a sorte de estar desempregado nessas épocas. Quando não tava, sempre dei um jeito de escapar prá assistir. :)

Cristiane Rangel disse...

Tina eu amo os jogos olímpicos! Mais que amo a copa do mundo. Pq olimpíada pra mim e sinônimo de diversidade. E choro com os atletas. E torço. Adoro. Quanto à Globo essa postura é ridícula. Bjos.

Deborah Leão disse...

Que post lindo, Tina, que fotos bacanudas, adorei.

Olimpíadas me lembram da infância, de quando eu adorava acompanhar tudo, achava lindo e emocionante de verdade. Volto a ser criança vendo os Jogos.

Pena que esse ano não só não estou desempregada, nem de férias, como o bicho tá pegando aqui. Chuinf.

Anjo Canhoto disse...

http://anjocanhoto.blogspot.pt/

Anônimo disse...

Que lindo Tina, amei o texto, chorei. Então o bispo ganhou essa? Pra vc ver, os assinantes da Record Internacional por questões de direito sei lá, não poderão acompanhar ao vivo e na íntegra os Jogos.
Bjs
madoka

Rozzana disse...

Tava dizendo outro dia que conto o tempo de 4 em 4 anos. Amo muito ano olímpico. Já estou com o coração sangrando porque vou perder quase tudo :(

Aproveite por mim.

anna v. disse...

Muito legal seu post. Compartilho o sentimento de ridículo da postura global, e adorei sua seleção de fotos, que me fez lembrar por que também amo olimpíadas.

Rita disse...

Adoramos, adoramos!

Vou ver abertura amanhã, perder tudo no sábado porque vou estar voando pra casa, acampar na sala no domingo pra ver tudo e sofrer durante a semana trabalhando. Tamo junto.

bj
rita

Palavras Vagabundas disse...

Tina,
a Globo não pode transmitir nada na TV aberta, questão de direitos, ela só pode usar 6 minutos!
Sport TV, que é a cabo e pertence ao Grupo Globo, está passando direto tudo, aliás assisti a abertura por um dos canais, não suportei a da Record, bem que tentei.
abs
Jussara

Tina Lopes disse...

Oi, Jussara, sim, eu sei que os direitos são da Record, o lance é que a Globo até então estava ignorando toda a movimentação em torno das Olimpíadas, buscando não inflar a audiência do concorrente, claro - o que se levarmos em conta a luta de todos os atletas é uma tremenda falta de respeito. Mas agora estão sendo obrigados a usar as imagens cedidas, claro.

Cris disse...

Eu não ligo pra Olimpíadas, mas o entusiasmo da Ana está me contaminando =)

Nunca liguei pra esportes e, na escola, tinha preferência por matar as aulas de educação física. Vamos ver se esse ano eu assisto alguma coisa.

[mas o post, eu adorei]

Luciana Nepomuceno disse...

Linda,

sabia que eu te amo, também, porque escreve os posts que eu queria ter escrito? Chorei aqui lembrando de toda emoção que já senti ao ver, madrugadas, noites e dias adentro, vidrada, vidrada. Adoro, vejo tudo que posso.

Fatima Valeria disse...

pois é, dominação total dos meios de comunicação, êta buraco fundo. A Rede Globo se considera o centro do mundo, claro, respeito o q ela produz de bom, mas a ética sempre passou longe desde sus criação.Abraços

Pandora disse...

É um sofrimento acompanhar pela record, mas aqui ou é isso ou nada, pq não tenho tv a cabo!!! Mas sim, as Olimpíadas são misticas por demais, uma coisa capaz de parar guerras há milênios atrás e hoje une a humanidade!!! Infelizmente não é um evento dos mais inclusivos, mas ainda assim é lindoooo!!!