sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Kafka ri

Você tem que fazer um pagamento para um prestador de serviços estrangeiro (depois eu conto do que se trata). E é caro, super caro, vai bem uma parte importante do seu salário.
O dinheiro existe, está na conta, mas a transação precisa ser feita com cartão de crédito.
Aí na hora de fazê-la você percebe que seu cartão de crédito internacional com limite suficiente está com data de validade vencida. Pede outro pro banco – que, convenhamos, deveria tê-lo enviado antes da data expirar. 
O banco vai demorar vários dias úteis para enviar seu cartão-com-limite.
Então você envia os dados do outro cartão de crédito. Mas o limite deste não é suficiente.
A opção é fazer o pagamento pelo PayPal. Só que o PayPal não permite uma transação daquele montante já de primeira. Tem que ser uma segunda compra. Pra constar, o sistema PP cria uma compra de R$ 1 e você tem que ligar para a operadora do cartão de crédito e pedir que diga qual é o código dessa compra fake e repasse o código dela. 
Tá acompanhando?
Com esse código na mão, você entra no sistema do PP de novo e consegue a permissão para a segunda operação, agora sim para fazer o pagamento que você precisa. 
Só que a atendente de telemarketing do teu banco dá o código errado. E invalida toda a transação. 
Ah sim, você tem um terceiro cartão de crédito, para emergências, que nunca usa, com limite bom também. Mas a empresa a ser paga não o aceita.
O que resta? Um depósito bancário, claro.
Mas hoje é feriado no Brasil. 

Alguém aí tem um pombo-correio de confiança?


Atualizando: aí você vai tentar fazer a transferência online e um diabo de tal swift code não é aceito pelo site do seu banco. 

8 comentários:

Nina disse...

A burocracia desse país chega a beirar o absurdo. Beirar e adentrar, melhor dizendo.
Sorte, viu.
Abraços.

Tina Lopes disse...

Mas neste caso a burocracia é internacional, Nina. =/

Anônimo disse...

compras online: fé e paciência.
Sara Lucena

Lud disse...

É, Nina: o sistema bancário brasileiro é um dos melhores do mundo. Herança dos tempos de inflação galopante.

E Kafka se revira na tumba. Às gargalhadas.

::Fer:: disse...

Banho de sal grosso vai bem, hein?

Cris disse...

A burocracia francesa é kafkiana, palavra de amigos que moraram lá. Segundo eles, os portugueses fizeram curso intensivo na França, rs.

banzai disse...

hahahaha Cris, sua sumida vc é ótima.
ainda bem que não tenho cartão de crédito, não faço compras online, e tento usar o mínimo possível dos serviços bancários, se bem que aqui tem ar condicionado, tv, sofá, revistas e jornais. aqui só quem faz transações de milhões de ienes tem cheques, nós ´cidadãos comuns´ não usamos cheques pra nada.
bjs
madoka

Cris disse...

Oi, Madoka!!! =)