sábado, 8 de agosto de 2009

Resumée

Esta semana foi difícil. Um pouco de correria no trabalho, coroando com uma reunião infernal na quinta-feira que me deixou esgotada física e emocionalmente. Adoro correria mas detesto lidar com gente, egos, prazos, pautas, organização. Enfim, só gosto mesmo de apagar incêndio com a imprensa, nisso eu sou especialista, fico rapidinha e tudo. Mas pra fazer reunião, olha, dou vexame.
Então que foram mais sete dias de folga pra Nina e pro marido. Quarentena mesmo. Pra quem está longe parece um exagero, eu sei, isso tudo por causa de uma gripe mais forte. Eu continuo tentando manter o racional em ordem, mas na quinta-feira houve mais um enterro, agora de uma ex-aluna do marido. E fui a última a saber de uma prima que também pegou a gripe A mas agora parece que está bem. Ontem o E. estava orgulhoso de ter encontrado álcool gel. Mas quando foi ao mercado comprar massa de pizza, à noite, não tinha. Um funcionário disse que, por causa de um pedido do MP para fechar mercados e shoppings, houve uma correria por produtos desse tipo.
Uau. Quem não lembra de A Peste? Ok, é exagero, mas eu amo esse livro, tá?
Voltando ao trabalho. Passei momentos de tensão pra escolher os sabores do sanduíche de metro que seria o lanche do dia de reunião. Pô, o buffet deu umas 30 opções de escolha. Como disse um amigo no twitter, isso é muito The Office. E realmente. Pena que eu não tenho um Dwight Schrute pra compensar a rotina. Enfim. Pensa que é fácil? Reunir doze pessoas e fazer todo mundo feliz com o almoço? Isso tendo uma longa pauta a cumprir depois? Tinha que deixar as pessoas felizes, sabe que quem está mal comido não toma boas decisões, fica de mau humor. Foi difìcil. Mas consegui escolher 3 sabores que, na hora de servir, eram incrivelmente parecidos uns com os outros.
Durante a reunião, um ato falho à Tina Lopes. Mas acho que ninguém notou. Alguém veio com aquele papo de "temos o ônus, precisamos ter o bônus". Gente, como eu odeio essa de ônus-bônus. Primeira coisa que me vem à cabeça é um ônibus. Mas eu tava lá com cara de séria, sainha e bota alta, executiva, saca? Não posso ficar virando os olhos e fazendo pffff pra cada uma dessas. Daí vou comentar o assunto e mando um "o ÂNUS...." ai. Sorte que eu estava com a xícara de café ainda perto da boca e disfarçou um pouco. Pano rápido!
O ânus e o bânus.

Ainda quero comentar: e a baixaria no Senado, hein? Se a OAB realmente lançar campanha pra que todos deixem seus mandatos, eu pinto a cara e vou pra rua.

Marina Silva candidata a presidente pelo PV. Essa foi a melhor notícia da semana. Não pelo meu voto. Ok, provavelmente eu votaria nela. Mas principalmente pelo elemento surpresa, por demonstrar que a política não funciona apenas como a meia dúzia que manda pensa que deve ser. Desmonta todas as estratégias, os conchavos, as espertezas engendradas (ui) até agora. Como diria o Nelson Rodrigues, é o Sobrenatural de Almeida dando as caras. E teríamos duas mulheres capazes, decentes e interessantes pra votar. A única coisa que pode me afastar dessa candidatura é o fator "crente" da senadora Marina. Mas podem me malhar, eu queria mesmo era a Marta.


Bem, tirando tudo isso, ressaca. Como marido está de folga - engraçado que, por ser diretor, durante as férias mesmo ele só trabalhou com horários, essas coisas, e agora com a gripe fechando tudo, tá de férias - os colegas da universidade se reúnem quase toda noite. What`s the point, né, porque a idéia é justamente evitar aglomerações. Acho que eles não entenderam bem a coisa do álcool proteger contra o vírus: é pra lavar as mãos, não é pra beber! Então estou bem cansada porque desacostumei dessa vida boêmia. Um vinho branco pra acompanhar um peixe, na quinta à noite, me deixou com uma dor de cabeça que não passa.

Não é a gripe, juro.

7 comentários:

Suzana Elvas disse...

Pois é, e aqui no Rio as escolas adiam toda semana o início das aulas, mas "A era do gelo III" bate recorde de bilheteria - todo mundo pro cinema!
Num güento.

asnalfa disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk
Morri com essa do "anus"! Queria te ver vestida de terninho executivo com bota, saia e tudo! Algo bem Manhattan mesmo! Jamais votaria num crente, ta louca muié?

Ivan disse...

ahahaahh. inacreditável tua verve, tina. e vamos combinar que eu gostei dessa nova moda, mas o meu alcool, eu prefiro escocês e envelhecido doze anos, tá.

Anne disse...

Minha irmã e eu temos essa teoria de que se ingerirmos o álcool ele potencializa, não é? porque tudo que ingerimos é melhor do que o passado só na pele (vide o inneov) daí que não precisa ficar passando o álcool gel na mão toda hora. Basta ingerir alguma bebidinha gostosa de noite hehehehehe
Ânus foi ótimo.
=^.^=

MegMarques disse...

Também ri alto aqui com a história do ânus!!!

Ronise Vilela disse...

Também tenho know-how para apagar incêndios. E sem capacitação (palavra recorrente por essas bandas onde trabalho) no Corpo de Bombeiros, mas reunião, com essas palavrinhas(choque de gestão, ressocialização, política de Governo, governo anterior...) só para os tecnocratas de plantão!
Na escolha do sanduíche e promover festerê, também tenho a manha.

Patricia Scarpin disse...

Passei pelo dilema do lanche de metro semana passada, também. Mas pra ser bem sincera nem estou interessada na opinião do povo.

Tá melhor, querida?