segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O gato preto cruzou a estrada


Gatinhos meramente ilustrativos - como todos, aliás. Daqui.

Lola, a gata da minha irmã - peraí, vou começar de novo: Lola, a linda gatinha preta até este momento pertecente à minha irmã - não se adaptou ao apartamento (é jacu, coitada) e vai morar na minha casa. Assim que sarar da castração, ocorrida no sábado. Lola é uma fofa, amiguinha, brincalhona, boazinha, parece até um cachorro. Já a Mimi continua sendo uma gata selvagem e, apesar das regalias de dormir conosco, ou na frente do aquecedor, ainda morde forte a qualquer manifestação mais demorada de carinho.
Meu medo é que Mimi detone a Lola. Peço, então, às blogueiras gatófilas que conheço, algumas orientações técnicas. 1) Como fazer elas ficarem amiguinhas? 2) Precisa ter dois pratos de ração e de água, um pra cada gata?
E otras cositas más que vocês acharem pertinente me contar, por favor, estou a postos e agradeço antecipadamente.

O QUE ME FAZ LEMBRAR...

Se tem um papo que eu detesto é aquele de que gato é bicho mau, egoísta, traiçoeiro etc.
Por outro lado, pior que isso é aquele papo de que gato é um ser superior, que domina os donos, ou melhor, que não aceitam donos, eles "possuem" os humanos blablablawhiskassachê.

Sinceramente.

Superior era meu cachorro PB que ocupava um terço da minha cama e por quem eu saía passear duas vezes por dia, inclusive sob chuva e perigos da noite.

12 comentários:

acuritiboca disse...

cris, ela tá tão fofinha castrada que estou torcendo pra que a mãe comece a simpatizar com ela. mas acho q não vai ter jeito - o sofá está acima das fofices dela, mas também quero opinião a respeito pq a tua gata é do mal.
sua ermã

Srta.T disse...

Segundo o Adote um Gatinho, melhor deixá-las em cômodos separados nos primeiros dias, com as portas fechadas. Assim uma sente o cheiro da outra e sabe que tem mais um gato. Mas se a Lola tá em pós-operatório, mellhor vc só deixar elas tentarem se "misturar" quando estiver em casa, pra interceder em uma eventual desavença.

Boa sorte e deppois coloque foto dela, sim? Adoro gatos pretinhos. =)

Sra. M. disse...

Olha, eu diria diferente da Srta T. Eu adotei uma gata extremamente arisca e quase selvagem, em janeiro. Ela passou 1 semana dentro do guarda-roupas escondida, pra você ter idéia. Quando eu trouxe pra casa minha cachorrinha (inofensiva, tranquila, mansa), a gata quase surtou. Mas quando viu que a cachorrinha não era uma ameaça, relaxou. E olha que a Tequila (a cã) ia atrás dela pra cheirar o tempo todo... Hoje elas dormem juntas, brincam e comem da mesma tigela.
Acho que é legal juntar as duas logo, de uma vez, mesmo. A adulta não vai atrás da pequena. Se a pequena for, toma uns tapas só.
Meus pais tem 4 gatos, todos chegaram aos poucos e os demais foram se acostumando... RELAXA!
E boa sorte! :)

Tina Lopes disse...

Claudia, desista. Também não precisa drama, é só saber como agir. Calmaí. E que nick é esse, hein.

Srta.T, quer foto? Mas são todos iguais! Hahahha. Se eu prender a Mimi num quarto vai ser um drama, ela vive solta. Entra e sai a hora que quer.

Tina Lopes disse...

Sra. M., obrigada! Acho que seu eu prender a Mimi, aí é que vai dar problema. Acho que vou pegar a bichinha no fim de semana, daí dá pra vigiar e avaliar. Bjk!

Srta.T disse...

Nem vem, os gatos pretinhos são únicos e lindos. Tudo igual é japonês, ahahahahahahhaha.

Acho mais fácil prender a Lola, não a Mimi. Mas enfim, os meus 2 gatinhos vieram juntos, são irmãos, nunca passei popr isso. Procure dicas em sites especializados (tipo o Adote) ou pergunte ao vet mesmmo.

Tina Lopes disse...

Ah, Clau. Tem outra: elas vão ter que ficar juntas na praia, portanto, não tem como escapar da adaptação.

nilus queri disse...

cri, depois entra no blog da fran, o "mãe já acabei", que é hilário. aliás, depois dos elogios que eu fiz sobre vc pra ela, pensei que vc fosse falar que me amava loucamente, que também morria de saudade de mim. tudo bem, né...
ah, o PB, lindo. eu dei uma passeada com ele aí em curitiba. fiquei angustiado uma vez que ele te atacou, em rib. o cachorro com o nome mais legal que eu já vi.

Tina Lopes disse...

Nilus, o PB ainda tinha um percentual cachorrístico. E eu ia lá no blog dela jogar confetes em você, exibido. ;)

Liliana disse...

Oi Tina, cada bicho deve ter seus próprios pratinhos, caixa de areia, caminha essas coisas. Eles misturam tudo mas sabem o que é de quem.
Boa sorte!

lola aronovich disse...

Oi, Tininha. Lola é um belo nome pra uma gata, convenhamos. Olha, alguns gatos não se dão bem. Outros tornam-se grandes amigos. Não se preocupe que a Mimi não vai detonar a Lola. Quando meu gatinho Calvin chegou aqui, a Blanche já era uma gata adulta, com mais de um ano. Nos primeiros dias ela não queria saber, e dava uns grandes chega-pra-lá no Calvin. Mas, como ele era filhote, não tinha medo. No máximo se afastava por alguns minutos e logo ia saltitante pro lado dela de novo. Depois de uma semana a Blanche já tinha adotado o Cal.
Talvez no começo precise ter potinho separado, mas nem lembro. Faz nove anos...
Boa sorte!

chaverdecomlimao disse...

Uma amiga minha tinha uma gata meio assim, anti social. Então ela resolveu adotar a Chica, uma gatinha novinha, pra fazer companhia pra Lolo. Era muito engraçado, porque a Chica (chamavam ela de Chica Pança) era muito "abusante" mesmo e tava nem aí pra Lolo. Essa sim, cada dia que passava ficava mais anti social. Mas no final das contas elas se entendiam... hehehe... se preocupa não!