terça-feira, 13 de julho de 2010

Um dia NO JARDIM

É jardim! "Caso Me Esqueçam", essa menina, me fez ver nos coments que o tema da apresentação não se tratava de "Um dia na Fazenda Sem Baygon". Às vezes demora pra cair a ficha e às vezes, simplesmente, não cai.

Uma hora sozinha na fila é coisa pra sofredora resignada, coisa que não sou. A mãe na minha frente cambaleava pra lá e pra cá, metodicamente, num pé e  noutro. Sabe gente que não consegue ficar reta e parada nem por um minuto? Mas essa era muito pior - se estivesse segurando um litro de leite, e não um buquê de flores do campo (para a filha de sei lá, 3 anos), fazia manteiga. Chegou a me dar enjôo. Virei pro outro lado, mas tinha uma colega de escritório de outra mãe falando "cara é foda" a cada 10 palavras.

Inspira, respira, chegam as vós, o pai, a fila anda, teatro lota, ois pras mães das coleguinhas da Nina. Começa. A diretora da escola decidiu, neste ano, não pagar muito mico (ano passado estava de logomarca da Batavo) e não se fantasiou. Como eu estava muito irritada com a demora na fila e toda aquela sessão pré-apresentação, do esquecimento das sapatilhas e tals, acabei não entendendo muito do que se tratava o cenário. Mas pelo jeito, era uma fazenda muito feliz cheia de bichinhos e antes do advento do Baygon.


Cenário: feito pela coordenadora, demorou um mês pra ficar pronto.


Estas são as primeiras bailarinas - perguntei o que eram seus personagens pra Nina e ela definiu "as meninas que levam cestinhas de piquenique pro campo". Então tá. São as piqueniqueiras.


A dança mesmo se resumiu ao de sempre, aquela coisa Grupo Corpo: pulinho, pulinho, corridinha, cai. E formando rodinha também. Abaixo, as formiguinhas. A fantasia era muito fofa, com bundinhas protuberantes de saúvas.

Agora as pererecas. Foram um raio de sol praticamente, com as roupinhas verde-amarelas, numa apresentação escura demais pro meu gosto. Acho que o professor de Educação Física que fez o Alladin da outra vez, e era tipo o faz-tudo do show, também era o encarregado da iluminação.
Aqui um grupinho de insetos-não-identificados, mariposas, talvez. Whatever. Pulinho, pulinho, rodinha. E a galera AOWNNNN


A fantasia mais bacana de todas, sucesso do próximo Halloween: aranhas. Rolou até uma criatividade com cordas brilhantes pra formar uma teia. Acho que as aranhas são peixinhas da tia do balé.


Mais insetos fofos.


Joaninhas que se abraçavam.


E finalmente o que importava, Ninotchka Fedorovna Falabretovska Perestroika, primeira bailarina do Kremlin, com sua fantasia ab-so-lu-ta-men-te-sem-graça de jardineira (traduza-se: sem brilhos e paetês), mas com baldinho.



Depois de toda essa emoção, mais uns insetos, agora vagalumes, suponho, pelo tanto que rebolaram as bundinhas.


And that's all, folks. Teremos ainda neste ano apresentações do Dia dos Pais e o balé de encerramento, com os meninos incluídos no show. Sempre é mais divertido. E ainda a formatura! Vou chorar. JURO. E sentar mais perto do palco.

o/

7 comentários:

Rita disse...

Ai, Tina, desculpa, eu sei que você nem vai mais querer falar comigo no twitter, mas eu sou daquelas que fazem oooohhhhh o TEMPO TODO e choro, choro sem parar, fico uma bobalhona emocionada vendo a criançada fazer os mesmos passinhos de sempre. Na última apresentação do Arthur no final do ano eu chorei com a entrega do prêmio de redação da sexta-série. Arthur era do Infantil. Então achei todas as fantasias lindocas demais da conta, ameeeeeeeeeei os vagalumes pirilampantes, as não identificadas, as pererecas e as aranhas. E, pelamordedeusdoceu, o que são aquelas saúvas foférrimas??? E, claro, sua princesa piqueniqueira que só ela, toda linda e charmosa. E de sapatilha, ufa.

Eu consigo ver as bregarias e canseiras dessas apresentações, mas não adianta. Meus coleguinhas de infância sabiam tudo quando me apelidaram de manteiga derretida.

Beijos
Rita

Mari Biddle disse...

Eu so' consigo pensar o que vai ser de mim na minha vez de estar la' vendo minha crianca se apresentando.

Tudo depende do 'olhar. Espero que meu olhar seja tao cool quanto o seu, Tina.

bjs

Caso me esqueçam disse...

fazenda? achei que fosse um jardim dominado por insetos (fofos). bom, o cenario nao importa. o massa foi a professora la agachada fazendo o gestos pras meninas repetirem ahhahaa

Bia, Desperate Housewife disse...

Adorei as fantasias tooooodas; tudo em criança fica lintcnhinho!
E ó, gata, tudo quantéfesta da escola de qq um dos meninos eu choro! Junho chorei com Daniel dançando quadrilha! Afe!
Mas você narrando foi muito melhor!
Beijo!

Patricia Scarpin disse...

Eu fiz AOWNNNN pra Nina. Ela é sempre AOWNNNN-Concours (nossa, que trocadilho infame).

Realmente, Tina, os seus comentários são algo.

Beijo pras duas.

MIRADOR disse...

Gostei. Belos.

Veja o trabalho com os meus alunos

www.designmirador.blogspot.com

Vivien Morgato : disse...

Eu acho tudo lindo, achava o meu filho, achava meus alunos...continuo achando meus alunos...eles fazem qq meia foda e eu acho liiiiindo de doer.

Mas se vc quer breguice de verdade, breguice na veia...toma lá: nós os professores - os coitaaaados...- tinhamos que cantar ( vc leu direito..cantaaaaaaaaar) uma musiquinha dizendo"sejam bem vindos e sei la o que" para todo coitado que fosse contratado.
Depois eu descrevo a pequena coreografia.
Desgraça pouca é bobagem.