domingo, 31 de outubro de 2010

Força



















Você disse, ao fim da campanha, que lutou o bom combate. Mas foi só uma batalha - nem a mais difícil, levando-se em conta a prisão de 28 meses, a luta contra a ditadura, o câncer. Acredito que você esteja preparada para o peso de ser a primeira presidenta mulher, por não ser da panelinha, pela ponta do iceberg conservador que a gente viu na campanha. Por favor, não seja mãe. Seja a mulher durona, que bate com o pau que não tem, na mesa. Seja firme, seja feliz.



(aqui, um (link bacana)

10 comentários:

Rita disse...

Senti muita firmeza pelo discurso dela. Nossa, adorei.

Bj - tim-tim

Rita

Caminhante disse...

Adorei, Tina, disse tudo.

Mari Biddle disse...

Amei, principalmente a parte do pau.

*Pensando em roubar essa foto para meu post...

Ricardo Chicuta. disse...

Gostei.Isso mesmo,tem que botar o pau na mesa e falar grosso.

tonaoto disse...

Sem mais!

Raiza disse...

Assino embaixo.

Vivien Morgato : disse...

Surtei aqui em casa.;0)

BETO FERNANDES disse...

Olá Tina.

Parabéns pelo Blog. Adorei essa observação feminina e não feminista sobre a vitória Dilma Rousseff.

Pensando bem antes de feminina ou eminista como pode achar algum internauta, sua observação é humanista.

Show de blog.

Um abraço respeitoso.

Beto Fernandes
www.betofernandes.com

Lucila disse...

eu nao tinha chorado ate agora, sua bandida

Lu disse...

É isso aí, Tina. Penso que a Dilma ainda vai nos surpreender muito. Acredito que a campanha a tenha tornado mais 'humana' no contato com o povo tão receptivo ,mas a portas fechadas continuará durona e é o que queremos. Arrebenta PresidentA! \o/