terça-feira, 22 de novembro de 2011

Dia 20: Melhor comédia romântica




Claro que há as comédias dos anos 50 que me fizeram romântica nas sessões da tarde e madrugadões - salve Billy Wilder - mas vou deixar esse período pra quem entende das coisas (oi Lu) e escolher, meio levianamente porque não sou lá grande fã  conhecedora, Harry & Sally. Acho que foi o filme que trouxe de volta a inteligência e o humor leve ao gênero, que vinha se transformando em comédias de puro apelo sexual tipo Porky's. Harry & Sally nos apresentou Meg Ryan, pro bem e pro mal, e até hoje, quando entro numa loja de móveis com Mr. Lopes, ele me diz "vamos ver se tem uma mesa de centro feita de roda de carroça?". Toda vez. Isso é amor. E trapaceando mais uma vez, porque é impossível citar um só, hahahaah, lembro da beleza, fofura e sutileza de Quatro Casamentos e Um Funeral, que nos apresentou Hugh Grant, a verdadeira Doris Day dos nossos tempos, um lindo poema que fez os livros se esgotarem nas prateleiras e um casal gay feliz (até a morte, mas deixa pra lá). Dois filmes que eu duvido que ainda exista alguém no mundo ocidental que não tenha visto.


8 comentários:

luke disse...

não vi nenhum dos dois. beigos.

Juliana disse...

ai, eu vi os dois há muito, muito tempo, era pré-adolescente ou adolescente ,acho, então não lembro do que vi. E não devo ter entendido nada. hehehe

Deise Luz disse...

<- pessoa no mundo ocidental que ainda não viu nenhum dos dois =/

Deise Luz disse...

Opa, a setinha saiu do lado errado, haha.

Luciana Nepomuceno disse...

sério que as pessoas não viram Harry e Sally? Pois se é A COMÉDIA ROMÂNTICA de todos os tempos.

trombone com vara disse...

MY FAIR LADY, MY FAIR LADY, MY FAIR LADY

Raiza disse...

Eu não vi nenhum dos dois ahauahau

Augusto disse...

Irma la Douce