quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Dia 9: Melhor Filme Romântico


Há tantos filmes tão ou mais românticos. Mas aqui há um homem e uma mulher que se amam e são enfeitiçados por um bispo (ou coisa que o valha) mau. Ela vira águia e ele, lobo, um de dia, o outro, de noite. Olha que sexy. Eles só se vêem num breve momento da transformação, no pôr-do-sol. Ela é Michelle Pfeiffer e ele, Rutger Hauer. E tem o mongezinho que vai ajudá-los a se livrar do feitiço, o então super fofo Mathew Broderick. O filme não é um primor de direção e tal, mas ah. Foi o primeiro romance que me deixou de coração quentinho. 


8 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

É cruel, né? Nunca poderem se encontrar na mesma forma. Mas, realmente, não foi um filme que me tocou, talvez porque o vi em sessão da tarde, dublado e tudo, né.

Nicolau disse...

Nossa, o Rutger Hauer fazendo um papel de gente decente, hehe. Tem um filme com o Tom Cruise bem novo que lembra esse? Porque que jurava que era ele no papel do Mathew "Ferris" Broderick.

Rita disse...

Olha, que vou falar uma coisa: não fazer esse meme foi a melhor decisão da minha vida de blogueira. Porque eu só ia passar raiva. Eu num ia lembrar na hora do post. Aí ia ler vcs e dizer PQP, era esse que eu queria. A Ve falou de brokeback mountain e eu aiiiiiiii; agora você e MEU filme: aiiiiiiiiiii.

É isso.

bj
Rita

Juliana disse...

assim como a luciana, vi na sessão da tarde, dublado, em mil e novecentos e bolinhas e AMO. Nunca ia me lembrar desse filme prum meme.

Que bom que vc lembrou!=)

Augusto disse...

Gosto muito desse filme, mas o meu troféu romântico vai para "Esse obscuro objeto do desejo" de Buñuel, um romance surreal é verdade, mas não deixa de ser um romance.

Tina Lopes disse...

Augusto! Você é muito cabeça, menino, precisamos te dar um banho de sessão da tarde pra relaxar! =D

trombone com vara disse...

JUVENTUDE, de Bergman. Chega a doer de tão bonito.

Patricia Scarpin disse...

Eu tenho um amor tão, mas tão grande por esse filme que você nem imagina. Rutger Hauer fazendo os personagens mais interessantes da década de 80 - e como era lindo, não? Que olhos!
Linda escolha, querida.